Agentes da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) detalharam, na manhã desta terça-feira (8), o andamento das obras de recuperação estrutural da galeria do Córrego Acaba Mundo, na avenida Nossa Senhora do Carmo, região Centro-Sul de Belo HorizonteSerá feita a recuperação das paredes, pisos e tetos já que, com o tempo, o fluxo de água, esgoto e gases danificaram a estrutura.

O superintendente da Sudecap, Sylvio Malta, explica que não se trata de uma obra emergencial, mas sim um serviço rotineiro de manutenção. “Normalmente esse concreto se desgasta até chegar na terra. Estamos refazendo essa cobertura”, explica.

A obra completa de reforma da galeria do Córrego Acaba Mundo vai custar cerca de R$ 4 milhões. De acordo com Malta, cerca de R$ 400 mil já foram investidos até o momento. Todo percurso possui cerca de 3,5 quilômetros de extensão, começando na Praça JK Bandeirantes e terminando até na Avenida Afonso Pena, no Parque Municipal.

Trânsito

Segundo o gerente de ação da regional Centro-Sul da BHTrans, Luiz Fernando Libânio, ações pontuais para reduzir o impacto das obras no trânsito local já estão sendo implantadas. Dentre elas, o tempo do sinal verde no semáforo da avenida Nossa Senhora do Carmo com a rua Uruguai está sendo aumentado.

“Além disso, entre às 15h e 21h, a faixa exclusiva de ônibus na avenida foi liberada. Nesse período o radar será desligado. Mas é preciso ter paciência. Quem tiver caminhos alternativos à Nossa Senhora do Carmo deve optar por eles”, afirmou Libânio.