O goleiro Bruno Fernandes se apresentou nesta terça-feira (25) à tarde em uma delegacia de Varginha, no Sul de Minas, cidade onde estava atuando profissionalmente no Boa Esporte Clube. No entanto, o atleta foi liberado porque o mandado de prisão contra ele ainda não estava no sistema, conforme a Polícia Civil. 

De acordo com a corporação, Bruno assinou um termo comprovando que se apresentou à polícia e se comprometendo a comparecer na próxima quarta-feira (26), ao meio dia, ao Fórum de Varginha.

Por 3 a 1, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta terça-feira mandar de volta para a prisão o goleiro Bruno Fernandes, condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho.

Leia mais
Bruno volta à prisão por decisão do STF; veja trajetória fora da cadeia
STF decide nesta terça-feira destino do goleiro Bruno Fernandes