O hospital Júlia Julia Kubitschek (HJK), na região do Barreiro, em Belo Horioznte, funcionará em escala mínima nesta terça-feira (6). Para pressionar o governo do estado a rever a jornada de trabalho e o plano de carreira do setor, os funcionários do hospital vão realizar uma manifestação em frente à unidade a partir das 9h.

Segundo o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde/MG), a decisão foi tomada na Assembleia Geral dos profissionais da saúde de Minas Gerais, que aconteceu na última sexta-feira (2). O Sind-Saúde/MG afirma que “os trabalhadores terminam o ano indignados com a política estadual de recursos humanos. Sem negociação de recomposição salarial, ameaças ao pagamento do 13º salário, atrasos e parcelamentos dos salários, o governo ficou ainda mais distante do acordo de greve que previa redução da jornada de trabalho e revisão do plano de carreiras”.

Além do HJK, outras unidades já estão com paralisações agendadas. Em Patos de Minas, o Hospital Regional Antonio Dias, também da Fhemig, funcionará em escala mínima nesta terça-feira (6). Na quarta-feira (07) param o Hospital Regional João Penido (HRJP), em Juiz de Fora, e a Colônia Santa Isabel, Betim. No dia 12 de dezembro, unidades de saúde de Barbacena e o Hospital Galba Veloso também fazem paralisação. Servidores da saúde ainda organizam outras paralisações de alerta. 

Leia mais:

Secretaria de Saúde alerta sobre cuidados com animais peçonhentos
Experiência chinesa contra Aids é bem-sucedida, diz especialista
Pesquisadores de Uberlândia criam ergômetro para atletas cadeirantes