Quase um ano após a tragédia em Mariana, ex-moradores do distrito de Bento Rodrigues, atingido pelo rompimento da barragem do Fundão, realizam um ato na manhã deste sábado (29). A população faz o roçado do terreno da Lavoura, que fica no caminho para o antigo Bento, para pedir agilidade da Samarco nas obras de reconstrução da comunidade. 

A reconstrução do povoado está em fase inicial e tem conclusão prevista para 2019. O local em que a comunidade será reerguida já foi escolhido pelos moradores e é próximo ao antigo distrito de Mariana, mas as obras de infraestrutura ainda não começaram.

Prejudicado pelo rompimento da barragem, Antônio afirma que o roçado do terreno será uma forma de pressionar a empresa para efetuar o reassentamento das famílias de Bento Rodrigues.

“Perdemos nossa casa e a dignidade que tínhamos. Hoje vamos começar o trabalho que ela já deveria ter começado. O ato é pra mostrar que depois de um ano nenhum tijolo foi usado para construção das nossas casas", diz.