O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), voltou a falar sobre o polêmico preço das passagens de ônibus na capital nessa sexta-feira (7). Por meio do Twitter, ele afirmou: “Se não abrir a caixa preta da BHTRANS, ninguém mexe em preço de passagem. Azar da burocracia e dos empresários de ônibus”.

N/A

Um compromisso de campanha do político foi garantir transparência a respeito do faturamento das empresas que fazem o transporte público na capital.

Os aumentos consecutivos do preço das passagens de ônibus em BH foram questionados pelo Ministério Público na Justiça.  

No último dia de 2016, o então prefeito Marcio Lacerda (PSB) anunciou o reajuste de 9,4% na passagem dos ônibus. A tarifa nas principais linhas da cidade saltou de R$ 3,70 para R$ 4,05, e hoje está entre as mais caras do país.

A reportagem tentou repercutir o assunto com a PBH, mas nenhum dos contatos telefônicos foi retornado até o momento.