Um homem morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas em um tiroteio na madrugada desta segunda-feira (2), em uma boate no bairro Itapoã, na região da Pampulha.

Durante a madrugada, houve uma briga no interior da boate e um grupo de pessoas foi expulso pelos seguranças. Segundo a Polícia Militar (PM), o autor dos disparos, de 20 anos, afirmou que “haveria volta”, se referindo a uma vingança. 

Por volta de 4h20, as câmeras de segurança da fachada da casa noturna flagraram o momento em que o homem chegou encapuzado, passou por um grupo de pessoas e atirou diversas vezes em direção ao interior da boate. Embora as câmeras só tenham flagrado um autor dos disparos, o tenente Pery, da PM, garante que havia mais pessoas acompanhando o autor dos tiros. “O suspeito, inclusive, já tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas”, afirma o militar. 

Um policial da Rotam, que estava de folga e à paisana, reagiu aos disparos. O suspeito foi atingido e o militar também foi baleado nas pernas. Outras quatro pessoas ficaram feridas. Todas as vítimas foram encaminhadas para o Hospital Risoleta Neves e uma delas já recebeu alta médica, de acordo com a Polícia Militar.  Um jovem de 17 anos, que não estava incluso na lista das vítimas, chegou ao hospital por volta das 10h35 afirmando ter sido atingido no atentado. O rapaz tem o pé direito enfaixado e diz ter levado um tiro de raspão.

PolicialPolicial que reagiu à ação sofreu ferimentos nas pernas e foi encaminhado ao Hospital da Polícia Militar

Uma das vítimas, um homem de 29 anos, comemorava o aniversário na boate e, segundo a família, nunca havia ido ao local. “Ele foi com um grupo de amigos, eles mesmos que o socorreram, trouxeram para o hospital e nos avisaram”, conta a tia do rapaz, que está em estado gravíssimo. Alguns dos parentes estavam com camisa da Seleção Brasileira e se preparavam para assistir à disputa entre Brasil e México pela Copa do Mundo. 

A mãe do jovem chegou ao hospital bastante abalada. “Meu filho falou que ia sair com os amigos e tomou um tiro nas costas e agora está correndo risco de morte”, relata. 

A boate emitiu uma nota de esclarecimento sobre o ocorrido e afirmou estar com seu funcionamento totalmente regular. Confira o comunicado na íntegra:

A boate Jolie!, clube inaugurado no final de 2017 nas imediações da Pampulha, vem por meio desta esclarecer e se posicionar a respeito do ocorrido nesta madrugada - 2 de julho de 2018 -, quando, às 4 horas e 20 minutos da manhã, um homem disparou contra um segurança na porta da boate. Vindo da avenida Pedro I, o meliante não pôde ser identificado por ter colocado sobre a cabeça um capuz preto; correndo, atirou e seguiu em disparada, descendo a avenida de onde veio. Imediatamente, um Cabo da Polícia Militar que estava saindo da Jolie!, reagiu acertando o atirador na via e também sendo atingido.
 
O bandido morreu na hora, enquanto o Cabo e outras cinco pessoas, incluindo o segurança que recebeu o primeiro disparo do meliante, encontram-se no hospital Risoleta Neves e, até o último instante em que a boate obteve informações a respeito, sem vítimas fatais; todos os casos aspiram cuidados, porém estão estáveis.
 
O estabelecimento disponibilizou imagens do circuito de segurança da boate que narram o fato tal qual citado nesta e os colocou à disposição das investigações da polícia. A motivação do crime ainda não foi identificada, mas a casa encontra-se absolutamente à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários, bem como está prestando a devida assistência às vítimas do ocorrido.

 

Confira o vídeo: