Um comissário de bordo de 42 anos foi preso em flagrante no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com 1.247 placas de memória para computador. A carga foi avaliada pela Polícia Federal em aproximadamente R$ 110 mil.

O suspeito, que fazia voo internacional vindo de Miami, nos Estados Unidos, não apresentou documentação fiscal do material. Ele foi encaminahdo para à Penitenciaria Nelson Hungria, em Contagem, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal. Pelo crime, o comissário responderá pelo crime de descaminho, podendo ser condenado a até 8 anos de prisão.