Um homem de aproximadamente 40 anos foi flagrado pela equipe de Fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais atuando na função de cirurgião-dentista em um posto de Saúde da prefeitura de Carmo da Mata, na região Centro-Oeste de Minas. O suspeito é Técnico em Saúde Bucal e Técnico em Prótese Dentária, e . Há a suspeita de que ele estava atuando em outras duas cidades da mesma região. 

No momento da abordagem ele estava no consultório e atendia a um paciente. Outros dez aguardavam para consulta. "Ele realizava provas de dentaduras dos pacientes. Uma atribuição exclusiva do dentista. Pelo que o suspeito disse, ele realizava a atividade com conhecimento dos responsáveis das prefeituras", disse Alisson Pires, representante do CRO-MG que acompanhou a operação. A Polícia Militar foi acionada e um boletim de ocorrência foi feito. 

Segundo o CRO, o técnico em Prótese Dentária, que tem registro no Conselho, irá responder a um processo administrativo que pode levar à perda do registro. Segundo o artigo 282 do Código Penal, a pessoa pode ter que cumprir pena de até dois anos de reclusão, caso seja condenada por exercício ilegal da profissão. 

A prefeitura de Carmo da Mata garantiu que as suspeitas serão apuradas e, caso sejam encontradas irregularidades, "as providências cabíveis serão tomadas".

Atenção

O CRO/MG orienta o paciente que, ao procurar um dentista novo, procure saber o número de inscrição dele, para que possa ser checada a legalidade junto ao órgão. A consulta pode ser feita pelo telefone (31) 2104 3000. Quem se sentir lesado, ou desconfiar de profissionais, pode denunciar pelo mesmo número ou direto no site.