Em Minas Gerais, existem diversos profissionais e voluntários que exercem atividades parecidas com as que são desempenhadas pelos bombeiros militares. Essas são as chamadas atividades auxiliares e envolvem funções como, por exemplo, bombeiro civil, guarda-vidas e socorrista voluntário, que também são de grande importância para a segurança da sociedade.

Embasado na Lei 22.839/18, o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) publicou, nesta segunda-feira (2), a Portaria nº 33, uma norma que visa organizar, padronizar e regulamentar a atuação dessas atividades auxiliares em relação a alguns aspectos, como a formação profissional mínima, atribuições e uniformes.

Veja o vídeo informativo:

Leia mais:

Bombeiros resgatam corpo de menina de 12 anos que se afogou no rio Paraopeba

Operação da Guarda Municipal apreende 70 latas de cerol e linha chilena em BH

Época mais fria do ano traz riscos à saúde ocular; cuidados podem barrar alergias e inflamações