A defesa do goleiro Bruno Fernandes, de 32 anos, aguarda o parecer da Justiça a respeito do pedido de progressão de pena para o regime semiaberto. A expectativa é a de que o mérito seja julgado ainda esta semana. “Entreguei o pedido ao judiciário na semana passada e acredito que até o início da semana que vem tenhamos um retorno”, explica o advogado do atleta, Lúcio Adolfo.

Para o defensor, Bruno teria os requisitos para que o pedido seja atendido. “Ele tem residência fixa no Sul de Minas e está empregado. O que pedimos é que ele consiga exercer o direito de trabalhar e que ele possa aguardar o julgamento dos méritos dos recursos em liberdade”, reforça o advogado.

Atualmente, o jogador está preso em Varginha, onde também estava jogando pelo Boa Esporte Clube. No dia 25 de abril, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a liminar que concedia a liberdade a ele. Segundo o advogado, Bruno Fernandes ainda tem esperança de voltar aos campos. Por enquanto, o contrato com o clube está suspenso. 

Relembre

O jogador é apontado como autor do assassinato de Eliza Samúdio, com quem teve um relacionamento e um filho. Ela desapareceu em 2010, aos 25 anos, e foi considerada morta pela Justiça. O corpo nunca foi encontrado. Na época, o goleiro atuava no Flamengo. 

Em 2013, ele foi condenado a 22 anos e três meses pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver. O amigo Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão, também foi condenado.

Em fevereiro deste ano, o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, concedeu uma liminar determinando a soltura de Bruno para que pudesse recorrer em liberdade. Mello destacou que ele já somava seis anos e sete meses de prisão sem que tivesse sido condenado em segunda instância.

Porém, ao derrubar a liminar, a Primeira Turma do STF considerou que a soltura de Bruno vai contra a decisão soberana do júri popular, que negou ao goleiro o direito de recorrer de sua condenação em liberdade. 

Leia mais:
Defesa do goleiro quer que jogador cumpra pena em regime semiaberto no Sul de Minas
Goleiro Bruno cumprirá pena em presídio de Varginha, no Sul de Minas
Goleiro Bruno se apresenta à polícia e será levado para presídio de Varginha