A delegada de Crimes contra Mulheres, que foi agredida pelo marido em Três Corações, no Sul de Minas, saiu de férias. A Polícia Civil não informou se ela saiu antes ou depois do ocorrido do último fim de semana, quando o marido e comerciante Luiz Felipe Neder, de 34 anos, bateu também em uma segurança de um clube da cidade. Edvania Nayara Ferreira Rezende, de 23 anos, teria tentado apaziguar a situação e recebeu um tapa na cara e um chute no rosto. A cena gravada por celular circulou na internet e provocou uma onda de protestos em todo país. 

O agressor foi preso em flagrante e levado para uma penitenciária do município. A pedido da Polícia Civil, a prisão foi convertida em preventiva, que não prevê prazo para que o investigado seja colocado em liberdade. Depois, por questões de segurança, foi transferido para uma uma unidade prisional da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conforme a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). 

Ele foi enquadrado na Lei Maria da Penha pela agressão à mulher e por agressão corporal grave contra a segurança do clube. O prazo para conclusão dos dois inquéritos é de 30 e 10 dias respectivamente. 

Condenado, o comerciante pegará, no mínimo, quatro anos de prisão: um ano pela agressão corporal grave e três pela Maria da Penha. A pena, no entanto, especificamente no caso da sua mulher, poderá ser ampliada por decisão da Justiça, ao levar em conta aspectos como extensão corporal das lesões e humilhação pela presença de outras pessoas no local do crime, conforme previsto na Lei Maria da Penha.

A Polícia Militar da cidade informou que apenas um boletim de ocorrência foi registrado no dia, apenas a segurança agredida. A delegada não fez a denúncia. 

Veja o vídeo:


 

Leia mais

Internautas manifestam apoio à mulher agredida por marido de delegada em Três Corações
Marido de delegada agride funcionária de clube violentamente com tapa e chute; veja vídeo