A forte chuva causou estragos também na linha férrea da Vila São Paulo, em Contagem, na região Metropolitana de Belo Horizonte. A lama causada pelo incidente acabou atingindo várias casas na região. Nesta segunda-feira (4), equipes da Defesa Civil de Contagem, na Grande BH, junto com técnicos da empresa VLI, responsável pela linha férrea também está no local para avaliar os estragos.

A lama foi tanta, que segundo a Defesa Civil de Contagem, a avenida Teresa Cristina, na divisa entre Contagem e Belo Horizonte, precisou ser parcialmente interditada para a retirada de entulho.

Em nota, a empresa VLI, controladora da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), registrou no final de semana danos no pátio ferroviário Ferrugem, situado nas proximidades da Vila São Paulo, em Contagem. "Devido ao volume atípico de chuvas na região, o aterro que suporta a estrutura das linhas férreas foi deslocado em um trecho da ferrovia. Parte da terra alcançou algumas residências próximas".

"A empresa em parceria com o poder público está oferecendo suporte à Defesa Civil na realocação temporária de famílias em hotéis da região, após levantamento feito pelo órgão. Equipes trabalham na limpeza de casas e vias públicas. No momento, sete caminhões e duas escavadeiras auxiliam nos serviços. A ferrovia permanece interditada para reparos", diz a nota.

Leia mais:
Teresa Cristina amanhece coberta de lama e tem trecho interditado
Em 4 dias, BH tem 60% da chuva esperada para todo o mês de dezembro