Você sabia que o ápice do prazer sexual tem um dia dedicado exclusivamente para ele? Se a resposta foi negativa, saiba que esse dia chegou, e é hoje, 31 de julho. Isso mesmo, nesta terça-feira, o mundo celebra o Dia do Orgasmo.

Para marcar a data, o site Sexlog.com, maior rede social adulta da América Latina, traçou os principais hábitos dos mineiros "entre quatro paredes". A pesquisa revela que 45% dos homens e mulheres do Estado preferem transar na posição 'de quatro'. A segunda melhor rankeada, com 21% dos votos, é aquela em que o entrevistado da enquete fica 'por cima'.

As posições 'papai e mamãe' (15%), 'por trás' (8%) e 'de lado' (4%) também ficaram entre as preferidas. O estudo, realizado com quase quatro mil moradores do Estado, mostra outros comportamentos dos mineiros da cama.

Conforme o Sexlog, 71% dos entrevistados já fingiram orgasmo pelo menos uma vez na vida e 54,49% não estão satisfeitos com a própria vida sexual. Mas o que fazer para melhorar esse cenário? A sexóloga e psicóloga Sônia Eustáquia sentencia: o sucesso do orgasmo é o autoconhecimento.

Na avaliação da especialista, é preciso gastar tempo e ir treinando para conhecer o próprio corpo. Ela recomenda afastar os pudores e vergonhas. "Com o conhecimento do próprio corpo, a pessoa pode conduzir o companheiro nas partes mais sensíveis e eróticas do corpo. E uma pessoa bem excitada tem mais facilidade para atingir o orgasmo", aponta.

Prazer feminino

A sexóloga atesta o que muitos já desconfiam: as mulheres são as que mais têm dificuldades para atingir o orgasmo. Por isso, ela aconselha que as mulheres pensem mais em sexo. "É importante povoar a mente durante o dia com pensamentos eróticos e fantasias. Assim, na hora de fazer sexo, a mulher já estará mais conectada e focada nas sensações".

Eustáquia explica, ainda, que a posição em que a mulher fica 'por cima' no ato sexual privilegia o clitóris. "Além dela estar no comando, vai colocar a intensidade que ela quer e a frequência que ela quer". De acordo com a especialista, estimulando o clitóris, o cérebro recebe uma espécie de comando para eclodir o orgasmo. "Mas vale experimentar várias posições", orienta.