Um Dia dos Namorados em plena segunda-feira pede um jantarzinho a dois em casa. E dá para apimentar o clima com contando com alimentos considerados afrodisíacos, que podem dar sabor à refeição e deixar o casal mais animado para o contato íntimo.

Segundo a nutricionista Sinara Menezes, os alimentos afrodisíacos, em geral, aceleram a circulação, fazendo com que a percepção das sensações seja mais apurada e intensa, melhorando o fluxo sanguíneo nos órgãos genitais e estimulando diretamente a produção de alguns hormônios, especialmente a testosterona, o que potencializa a libido e também a disposição física e mental.

Alguns deles têm efeito termogênico, que aumenta a temperatura do corpo e faz com que o metabolismo acelere e trabalhe constantemente para normalizar a temperatura interna, garantindo que a pessoa fique mais ativa e alerta.

Confira alguns alimentos afrodisíacos que podem fazer a diferença no jantar do Dia dos Namorados ou na preparação para ele:

 

1) Pimenta

A pimenta é rica em piperina e capsaicina, substâncias termogênicas e vasodilatadoras. Após a ingestão, o corpo interpreta a pimenta como uma fonte perigosa de calor, pois ela ativa neurotransmissores presentes na língua que o cérebro não interpreta como sabor e, sim, como temperatura. Esse processo de termogênese da pimenta é extremamente rápido e deixa o corpo ativo, acelerado e em estado de alerta.

 

2) Amendoim

O amendoim já é famoso por seu efeito afrodisíaco e figura entre os alimentos mais populares desse tema. Ele contribui para o aumento da libido ajudando a aumentar o fluxo sanguíneo para os órgãos genitais. A argilina presente em sua composição é um aminoácido que estimula o óxido nítrico, e é o grande responsável promover maior circulação sanguínea tanto no homem quanto na mulher. Mas é um alimento calórico e deve ser consumido com moderação.

 

3) Chocolate

Além de saboroso, esse alimento é um dos mais procurados em ocasiões românticas. O chocolate possui uma substância chamada alcalóide teobromina, que provoca uma excitação parecida com a da cafeína. Além disso, por causa da presença do aminoácido fenilalanina em sua composição, a guloseima auxilia na liberação de endorfinas que confere uma sensação de força e vigor.

 

4) Frutas

Saudáveis e naturais, algumas frutas também tem propriedades estimulantes. O mamão, por exemplo, contém compostos estrogênicos, que auxiliam o aumento da libido feminina, enquanto a banana possui nutrientes necessários para a produção de hormônios sexuais. A framboesa, por sua vez, facilita o relaxamento dos músculos da zona genital, especialmente das mulheres. A romã facilita a ereção, pois seus antioxidantes promovem o aumento da circulação sanguínea nos órgãos genitais do homem. Há ainda outras frutas como avelãs, figo e abacate que estimulam a produção de testosterona e aumentam o impulso sexual.

 

5) Maca peruana

Apesar de ser um alimento relativamente novo, devido a sua descoberta recente no Ocidente, esse tubérculo já figura entre os mais potentes estimulantes sexuais. Ele possui uma grande variedade de nutrientes e estudos comprovam que a ingestão do alimento aumenta o desejo sexual e a produção de sêmen, além de reduzir os níveis de ansiedade e estresse do indivíduo. A versão moída da maca peruana é uma das formas mais comum no comércio e pode ser adicionada na salada de frutas.

 

6) Catuaba

As cascas da planta Trichilia catiguá, conhecida popularmente como catuaba, possuem efeitos poderosos relacionados à atividade sexual masculina. Elas provocam a vasodilatação da artéria peniana, causando um maior fluxo sanguíneo capaz de prolongar o tempo de ereção. Além disso, a catuaba age nos neurônios, atuando como um antidepressivo e estimulante físico.

 

7) Maná-cubiu

Conhecido também como cubiu ou pelo nome cientifico Solanum Sessiliflorum, esse fruto típico da Amazônia, embora não seja muito popular no resto do país, ajuda na síntese de hormônios sexuais. Além disso, é fonte de vitaminas do complexo B, que melhoram a circulação sanguínea e levam mais nutrientes para o corpo. É comum encontrar esse nutriente na composição de alguns suplementos naturais, inclusive em forma de cápsulas.

 

Fique atento:

Os alimentos podem potencializar a saúde do casal, mas se houver uma baixa de libido crônica, vale a pena consultar um médico. As causas para um problema são variadas: estresse, disfunções hormonais, medicamentos contínuos para hipertensão, calmantes, anticoncepcionais, antidepressivos e a presença de doenças como diabetes e depressão. Para tratar esses casos e também os quadros de ejaculação precoce ou disfunção erétil é necessário consultar um especialista que possa identificar a raiz do problema e prescrever a melhor forma de tratamento.

 

Dica importante:

Alguns alimentos podem sabotar o clima romântico. Por isso, vale a pena fugir deles no jantar do Dia dos Namorados. Alimentos como brócolis, repolho, couve-flor e até alguns grãos e legumes, como feijões, lentilha e ervilha podem gerar gases e incômodos intestinais. Aposte em pratos mais leves e tempere com moderação. Um exagero no alho pode ser um problema para um momento íntimo.

 

Fonte: Nutricionista Sinara Menezes, da Nature Center