No Dia Mundial do Diabetes, lembrado nesta terça-feira (14), pessoas com a doença que afeta a produção de insulina pelo pâncreas fizeram uma caminhada entre a região hospitalar de Belo Horizonte e a Assembleia Legislativa. Carregando três caixões, os manifestantes buscaram chamar atenção para a gravidade da doença, a quarta maior causa de morte no Brasil.

No mundo, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, há 422 milhões de adultos diabéticos, dos quais, 14 milhões são brasileiros, número que corresponde a 7% da população total. Neste universo, 46,3% têm diabetes tipo 2 e não sabem que têm a doença. Segundo a entidade, 72 mil pessoas morrem por ano no país em decorrência do diabetes.

Se não tratado, o diabetes pode causar insuficiência renal, amputação de membros, cegueira, doenças cardiovasculares, como AVC (derrame) e infarto.