Duas crianças vítimas da tragédia em Janaúba, no Norte de Minas, ainda estão em estado grave, segundo o boletim divulgado pelo Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, neste domingo (8). Ainda segundo o documento, nove pessoas permanecem no centro de saúde. Duas crianças já respiram sem ajuda de aparelhos. Cinco estão estáveis. As vítimas transferidas para o Hospital João Paulo II, na capital, na manhã de sexta-feira (6), já saíram do Centro de Terapia Intensiva (CTI).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 21 pessoas receberam alta dos centros de saúde do Norte do estado. A última foi Ludmila Cristine Ferreira Silva, de 6 anos. A menina estava internada no Hospital Universitário de Montes Claros. Nesse sábado, 18 crianças deixaram o Hospital Fundajan, em Janaúba, onde aconteceu o incidente. 

Histórico

Na manhã de quinta-feira (5), um vigia ateou fogo no próprio corpo e em crianças na creche Gente Inocente, em Janaúba. Dez pessoas morreram, sendo oito crianças, a professora e o autor do atentado, um homem de 50 anos. Vítimas chegaram a ter 90% do corpo queimado. Além dos ferimentos na pele, várias pessoas inalaram fumaça tóxica e tiveram ferimentos nas vias aéreas - casos mais graves.