Professores das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) fizeram uma manifestação neste domingo (6), em frente à Prefeitura de Belo Horizonte. Segundo informações da diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte (Sind-Rede-BH), Jacinta Braga, mais de 200 pessoas participaram do ato. A adesão à greve, que acontece desde o último dia 23, já ultrapassa os 80%, segundo ela. 

O ato aconteceu no mesmo horário em que a avenida Afonso Pena estava fechada por causa da Feira Hippie e é parte do calendário de greve do sindicato. "Foi uma decisão do movimento de utilizar o espaço da porta da prefeitura nos dias de feira para mostrarmos para a cidade o que estamos fazendo", explica.

A categoria rejeitou na semana passada a proposta de aumento de 20% apresentada pela Prefeitura de Belo Horizonte. A reivindicação é de que os salários dos profissionais que trabalham nas Umeis seja equiparado com os do ensino fundamental, o que faria com que o salário inicial nas Unidades Municipais de Ensino Infantil (Umeis) passasse dos atuais R$ 1.451 para R$ 2,2 mil.

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que mantém o posicionamento da última quinta-feira (3), enviado por nota.
 

Confira a nota na íntegra:

 

Sobre a proposta apresentada aos Professores para Educação Infantil na última quarta-feira, dia 2 de maio, a Prefeitura de Belo Horizonte informa:

 

 

1) Compromisso em retomar imediatamente a tramitação, na Câmara Municipal, do projeto de lei Nº 442 com os seguintes avanços

 


Situação

1ª proposta

Nova proposta- apresentada em 2/5



Professores para Educação Infantil que possuem curso superior em pedagogia ou normal superior e ainda não tiveram progressão por escolaridade, inclusive os que estão em estágio probatório



Aumento de até 3 níveis na carreira. Ganho de 15,76% no vencimento-básico.



Aumento de até 4 níveis na carreira. Ganho de 21,55% no vencimento-básico.

Professores para Educação Infantil com curso superior Em pedagogia ou normal superior que já tiveram a progressão por escolaridade, inclusive os que estão em estágio probatório

Aumento de 1 nível. Ganho de 5% no vencimento-básico.

Aumento de até 2 níveis na carreira. Ganho de 10,25% no vencimento-básico.

 

Esses ganhos serão incorporados ao vencimento-básico após a aprovação do  PL 442 na Câmara Municipal.

 

2) Agenda com o prefeito Alexandre Kalil, uma nova negociação para discussão da carreira do professor de educação infantil em 03/12/2018.

 

 Para que não haja maior comprometimento no calendário escolar, a efetivação dessa proposta está condicionada à volta imediata das aulas.