Uma enfermeira e um guarda municipal foram agredidos na manhã desta quarta-feira (4), por um paciente, no centro de saúde Marco Antônio de Menezes, no bairro Sagrada Família, região Leste de Belo Horizonte. O homem foi até o local pedindo a retirada de um cateter que ele tinha no braço. Ao receber a recusa do procedimento, o paciente ficou irritado e agrediu a enfermeira que o atendia e o guarda municipal que trabalha na unidade de saúde.

De acordo com a diretora do Sindicato do Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Andreza Conrade, que acompanhou os servidores até a delegacia para registar Boletim de Ocorrência, ao perceber que a enfermeira não iria remover o cateter como queria, o próprio paciente retirou a agulha do braço e arremessou o cateter cheio de sangue na servidora.

Ainda de acordo com a diretora do Sindibel, o guarda municipal que trabalha no centro de saúde tentou conter o homem, que estava irritado e ameaçava constantemente a enfermeira, mas o paciente tomou o rádio comunicador do guarda e o agrediu com o aparelho.

O guarda municipal agredido solicitou reforço para imobilizar o paciente e em seguida recebeu atendimento médico. As vítimas e o agressor foram conduzidos por uma viatura da Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GCMBH) para a Delegacia Adjunta ao Juizado Especial Criminal (Deajec), onde prestaram depoimento.

A Prefeitura de Belo Horizonte informou através da Secretaria Municipal de Saúde que o agressor é acompanhado por um psiquiatra naquele centro de saúde e que faltou às últimas consultas agendadas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o paciente havia passado por cirurgia nessa terça-feira (3) no hospital Santa Casa BH, de onde teria fugido com o acesso venoso do braço (cateter inserido na veia para ministrar medicação).

Segundo a secretaria, a enfermeira se recusou a tirar o cateter do braço do paciente porque este não é um procedimento realizado em Centros de Saúde e, desta forma, a enfermeira informou ao paciente que iria consultar uma médica, e isso irritou o homem.

Em nota, a Santa Casa BH informou que “o paciente evadiu-se por livre e espontânea vontade e a instituição imediatamente acionou a família e a Polícia Militar para as providências cabíveis.”.

O Centro de Saúde Marco Antônio de Menezes, no bairro Sagrada Família, está funcionando normalmente.

Leia mais:

Corregedoria vai investigar vínculo empregatício de PM envolvido em tiroteio na porta de boate
Ligações para o CVV já são gratuitas em todo o território nacional
Trio é preso em Montes Claros após roubar e clonar veículos em Contagem