Seja para incrementar ou até mesmo substituir as fantasias tradicionais, os foliões de Belo Horizonte abusaram do uso de glitter, maquiagens, tintas, pedrarias e cílios postiços, colorindo ainda mais as ruas durante o Carnaval.

Em diversos blocos visitados pela reportagem do Hoje em Dia, era possível encontrar alguns destes itens sendo comercializados por vendedores ambulantes ou distribuídos gratuitamente por patrocinadores e pelos próprios participantes da festa.

Para quem ainda vai se pintar entre hoje e amanhã, vale o alerta para a escolha de produtos autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e dentro do prazo de validade, evitando assim o risco de reações alérgicas e intoxicações. 

Ah, é preciso ficar atento também às regras de serviços como o Uber, que podem cobrar uma taxa extra em caso de sujeira dentro dos veículos.

Confira os cliques de Lucas Prates, Maurício Vieira, Flávio Tavares e Pedro Gontijo: