Aisha e Akin. Esses foram os nomes escolhidos pelos internautas para os filhotes de hipopótamo e logo-guará, respectivamente, nascidos em dezembro no Zoológico de Belo Horizonte. Aisha, que significa vida, recebeu mais de 5 mil votos. Já Akin, que corresponde a guerreiro/valente, ganhou com 48% dos votos.

Os novos moradores de BH podem ser visitados de terça à domingo, de 8h às 16h com permanência até ás 17h. Os ingressos para o Zoológico variam de 4 a 8 reais dependendo do dia. A entrada no aquário é paga a parte. 

O estacionamento custa de 5 a 70 reais, para ônibus. Outras informações pelo telefone (31) 3277-8489. É obrigatória a apresentação do cartão de vacinas com registro de imunização contra febre amarela para entrar no local. 

Leia mais:
Zoo de BH divulga sugestões de nomes de filhotes para votação popular

Hipopótamo (Hippopotamus amphibius)

O hipopótamo é uma espécie animal de origem africana e, portanto, exótica. É também uma espécie ameaçada de extinção. Possui hábitos crepusculares e noturnos: passa praticamente todo o dia dormindo ou descansando na água ou próximo dela, o que serve para manter a temperatura do corpo baixa e ajuda a impedir o ressecamento da pele. No fim da tarde e à noite sai para se alimentar, podendo percorrer distâncias de até 40 km.

É um dos maiores mamíferos terrestres. Chega a medir 4 metros de comprimento e 1,5 metros na altura do ombro. Pode pesar até 4,5 toneladas. Sua expectativa de vida na natureza pode chegar aos 40 anos e quando está sob cuidados humanos, cerca de 50 anos. 

Na natureza, alimenta-se de gramíneas, folhas, ramos de arbustos, bulbos, rizomas e plantas semiaquáticas. Já no Zoológico de BH, a dieta é composta de capim, alfafa peletizada e ração para cavalo, sendo essa fornecida duas vezes ao dia, pela manhã e à tarde.

Apresenta na superfície lisa da pele glândulas que excretam, sob a forma de “suor avermelhado”, uma substância que o protege contra queimaduras dos raios solares diretos. Esse fenômeno é popularmente conhecido como “suor de sangue”. A pele gordurosa, grossa e lisa, com 5 a 6 centímetros de espessura, é ponteada por poucos e pequenos pelos esparsos.

Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)

O lobo-guará é uma espécie da fauna silvestre brasileira. Essa espécie consta na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção. Ele é um animal de hábitos solitários e noturnos, o que, por vezes, dificulta que o visitante do Zoológico o veja circulando pelo recinto. 

Sua alimentação é onívora. É considerado o maior canídeo da América do Sul. O período máximo de vida registrado sob cuidados humanos foi de 16 anos e meio. O macho desempenha um papel importante no cuidado com os filhotes, defendendo-os de qualquer ameaça e, inclusive, oferecendo-lhes comida regurgitada.