A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), vai apresentar nesta quinta-feira (24), no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), uma de suas estações de monitoramento da qualidade do ar, no bairro Pompeia.  Na ocasião, o vice-prefeito e secretário municipal de Meio Ambiente, Délio Malheiros, e o gerente de Sistema de Informações Ambientais, Cyleno Guimarães, explicarão como é feito o monitoramento da qualidade do ar, o funcionamento da estação e os ganhos ambientais, além de detalhar os dados coletados.
 
Desde janeiro deste ano, a SMMA já realiza a medição da qualidade do ar nas duas estações de monitoramento instaladas pela PBH. “Já nos primeiros dados obtidos, confirmamos que o ar que respiramos em Belo Horizonte é de boa qualidade, sem riscos para a saúde da população. Nossa média é de 30 microgramas de partículas inaláveis por dia, enquanto a recomendação do Cconselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) é de 150 microgramas”, atesta Délio Malheiros.
 
De acordo com o gerente de Sistema de Informações Ambientais, as estações da PBH complementam a rede de monitoramento do Estado, elevando o número de estações em BH para cinco, o que amplia o monitoramento e aprimora a qualidade dos dados. Ao todo, a Região Metropolitana de Belo Horizonte conta com 11 estações de monitoramento.
 
A partir do próximo mês, os dados do monitoramento da qualidade do ar serão divulgados diariamente na página da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (www.pbh.gov.br/meioambiente).
 
Monitoramento
 
O monitoramento da qualidade do ar determina o nível de concentração de um grupo de poluentes selecionados como indicadores, como partículas inaláveis, dióxido de enxofre, monóxido de carbono, ozônio e dióxido de nitrogênio, e aos efeitos adversos que esses poluentes causam ao meio ambiente.
 
O Conama fixa limites máximos de concentração para cada poluente. Quando esses limites são ultrapassados, podem afetar a saúde, a segurança e o bem-estar da população, além de ocasionar graves danos ao meio ambiente. O resultado dos Índices de Qualidade do Ar (IQAr),  é classificado nas escalas boa, regular, inadequada, má, péssima e crítica.
 
Estações
 
As duas estações de monitoramento instaladas pela PBH estão localizadas no Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na Avenida Raja Gabaglia, e no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), na Rua Belém, Pompeia, 40. A instalação das estações foi viabilizada através de termos de cooperação firmados entre a SMMA e o INMET, Feam e Servas. (*Com PBH)