A partir de 2017 a escolha de cargos na educação básica poderá ser feita por meio de computador. Professores que, até agora, precisavam ir às escolas que pretendiam dar aulas para ser selecionados, poderão garantir os cargos através de um sistema on-line de designação criado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG). 

A novidade, anunciada nesta quarta-feira (21), começa a valer já no próximo ano para professores das séries iniciais e servidores da área de educação, como pedagogos e orientadores. Os docentes de disciplinas específicas, como Física, Matemática e História, ainda deverão realizar a escolha de cargos presencialmente. No entanto, a secretária estadual de Educação, Macaé Evaristo, afirmou que o sistema de designação estará completamente informatizado em 2018. 

Segundo a secretária, a medida deverá agilizar e facilitar o processo de escolha de vagas. "Assim, o servidor não precisará ficar correndo de escola em escola para apresentar documentação e garantir o cargo. Hoje, ainda temos um sistema muito desumano com o professor e queremos justamente fazer com que essa escolha seja feita da melhor maneira possível", explicou. 

Os servidores que prestaram concurso desde 2014 se inscreveram no sistema entre 21 de novembro a 7 de dezembro. A escolha de cargos, que avalia a classificação no concurso, a formação específica para a carreira escolhida e o tempo de trabalho no estado, deverá ser feita em janeiro. A SEE estima que 50 mil vagas nas escolas públicas estaduais mineiras serão preenchidas on-line. O número corresponde à metade do total de posições ofertadas para 2017.

Só neste ano 564.628 pessoas se cadastraram no novo sistema. Cada servidor pode concorrer até três cargos, o que resultou em um total de 1.117.996 inscrições. Como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), adotado pelo Ministério da Educação para selecionar candidatos às vagas públicas do ensino superior, o mecanismo da SEE permitirá que os servidores possam selecionar as vagas que querem concorrer e as localidades preferidas. Por meio dos critérios de habilitação, nota no concurso e tempo de serviço no estado, os servidores são ranqueados no processo de designação. 

A classificação geral já está disponível no sistema, que pode ser acessada aqui.