As opções de cursos no exterior são muitas. Porém, nem todos os candidatos que sonham com o intercâmbio sabem por onde começar a planejar a vida acadêmica lá fora. Para quem pleiteia estudar nos Estados Unidos, uma feira gratuita acontece no próximo sábado em Belo Horizonte. O evento promete esclarecer dúvidas e apresentar programas que podem até custear parte das despesas do aluno.

A Education USA será realizada no Hotel Mercure Lourdes, na região Centro-Sul da capital, das 14h às 17h. Para ter acesso ao evento, é preciso se cadastrar no site educationusa.org.br/site/inscricao/. Durante a feira, informações sobre formas de ingresso nas escolas, gastos e financiamentos serão repassadas diretamente pelos responsáveis dos setores de admissão das instituições. Serão apresentadas opções de cursos de curta duração, idiomas, graduação e pós-graduação, mestrado e doutorado.

A programação ainda conta com palestras sobre o sistema de educação nos EUA, as provas exigidas para se candidatar e como obter o visto de embarque. As atividades podem ajudar o aluno a escolher alternativas que caibam no bolso. Conforme os organizadores da feira, um curso nos Estados Unidos varia de R$ 20 mil (se o candidato tiver bolsa de estudos) a R$ 70 mil.

“Teremos várias instituições que podem facilitar a vida do intercambista que busca nesses espaços (feiras) respostas para os questionamentos que têm. O público será bem esclarecido”, garante Victor Marconi, representante da Education USA, órgão oficial do governo norte-americano para estudos nos EUA.

A cultura e a convivência com pessoas de várias nações atraem intercambistas para os Estados Unidos

Auxílio

Para quem pretende conseguir auxílio financeiro durante a temporada de estudos na terra do Tio Sam, a entidade irá apresentar o projeto Oportunidades Acadêmicas. Direcionado a pessoas de baixa renda, o programa arca com os custos de brasileiros, como moradia e transporte, durante o aprendizado.

As inscrições serão abertas em outubro. Em 2017, o processo recebeu 300 cadastros. Vinte pessoas foram selecionadas. 

Preferência

Vários motivos fazem dos EUA um dos destinos preferidos para um intercâmbio. Estudo da professora Rita Louback, da PUC Minas, aponta que oito em cada dez pessoas que buscam estudar fora citam o país como um local para desenvolver as habilidades acadêmicas.

“A qualidade da educação americana encanta. Este é um ponto muito avaliado pelos interessados em estudar no país que tem inúmeras universidades entre as melhores do mundo”, frisa.