Quinze pessoas morreram e 353 ficaram feridas nas estradas mineiras durante o feriado prolongado de Corpus Christi, segundo balanço divulgado pelaa Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais (PMRv). Ao todo, foram registrados 371 acidentes.    

De acordo com o balanço, nas rodovias federais foram quatro mortes, uma redução de 71% em relação a 2016, quando 14 pessoas morreram. Houve redução também no número de feridos, queda de 22%. Em 2016, foram 193 e, em 2017, 150. Os acidentes tiveram redução de 29%, passando de 203 para 148.

Foram aplicadas 8.208 multas por excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas nas BRs em Minas. Dez pessoas foram presas e 59 foram autuadas por causa da Lei Seca. Foram realizados 5.200 testes do bafômetro.  

Rodovias estaduais
Já na rodovias de responsabilidade da PMRv, houve uma redução de 50% do número de mortes em relação a 2016. Foram 11 vítimas em 2017 e 22 no mesmo período do ano passado. No total, foram registrados 223 acidentes, 17,41% a menos que em 2016, quando o número absoluto chegou a 270.  Também houve redução no número de pessoas feridas. Foram 203 em 2017 e 224 em 2016. 

Entre quarta-feira (14) e domingo (18), a PMMG apreendeu 238 carteiras de habilitação ou permissão para dirigir, 46 motoristas foram presos por embriaguez ao volante e 580 inabilitados foram autuados. Os policiais militares também captaram por radar 4.675 imagens de excesso de velocidade.   

Leia mais:
Feriado de Corpus Christi termina com 11 mortos nas rodovias estaduais de Minas