Os quatro pratos vencedores do concurso Prato Junino foram apresentados na manhã deste sábado (16) no Espaço Cozinha-Escola Mineira, no estacionamento do Mercado Central. Participaram alunos de gastronomia das faculdades Promove, Senac, UNA e Estácio de Sá.

Os estudantes disputaram entre si e passaram por seletivas que definiram o prato finalista de cada instituição. As Faculdade Promove selecionou o prato Escondidinho de canjiquinha com creme de queijo, feito pelas cozinheiras Elisete Ribeiro, Vanessa Baracho e Ana Paula Forte. 

Na Faculdade Senac, o prato Camadas de Junho foi o grande vencedor. Sua idealizadora, a estudante de gastronomia Ana Cláudia Soares Silva, fez uma espécie de verrine de canjicão com caramelo de rapadura e pipoca de sagu. 
Os ganhadores na seletiva final, na Faculdade Una, foram os alunos Ana Luíza Miranda, Marina Luvizotto, Luana Ribeiro de Souza, Thais Gabriele M. Dias e Pedro de Oliveira, com o prato BelôCaldo, um caldo de batata baroa com ora-pró-nobis, frango e farofa de bacon, servido em panhoca de milho. 

Quem venceu a seletiva da Faculdade Estácio de Sá foi o grupo formado por Bruno Romana, Douglas Gusmão, Pedro Leal, Rogério Bandeira e Vander Júnior com o prato Porquinho no milharal, um simples bolinho mineiro com velouté, um molho da cozinha francesa.

A equipe vencedora das seletivas nas Faculdades Promove apostou na tradição da comida mineira com um toque de novidade. “A ideia do prato veio da Festa Junina do Promove, onde servimos canjiquinha. Queríamos fazer o prato, mas de um jeito não tradicional. Então chegamos ao escondidinho. Para o concurso modificamos ainda mais, colocamos o creme de queijo e cozinhamos o pernil de forma diferente”, explica Ana Paula Forte.

Os quatro pratos vencedores terão espaço garantido na Vila Gastronômica, que será instalada na Praça da Estação entre os dias 23 e 25, e de 30 de junho a 1º de julho, durante o Arraial de Belo Horizonte.

Regulamento

Os participantes do concurso Prato Junino obedeceram um regulamento que exigia que as receitas tivessem pelo menos dois ingredientes característicos das mesas de BH na temporada. Entre as opções estavam torresmo, queijo minas, milho, quiabo, mandioca, canela, coco, amendoim, rapadura, fubá, cachaça, entre outros.

Avaliação

As criações dos alunos foram avaliadas por um júri especializado formado por Anália Picinin, Culinarista e Assessora de Operações e Eventos na Belotur e Júlio César Gonçalves, Conselheiro da ABRASEL e membro FGM.

As receitas também foram analisadas por juri técnico formado por Nenel, jornalista responsável pelo Blog Baixa Gastronomia, Márcia Nunes, do restaurante Dona Lucinha e Chef Tulio, do Chef Tulio Internacional Butiquim.

Leia mais:

Alunos garantem delícias para o Arraial de Belo Horizonte
Festa junina, gastronomia e Copa do Mundo: veja a programação gratuita do fim de semana
Dada a largada para o 40º Arraial de Belo Horizonte