Os funcionários terceirizados do Hospital das Clínicas entraram em greve nesta terça-feira (10). Cerca de 180 trabalhadores de setores como lavanderia, almoxerifado, CTI infantil, xerox e laboratório cruzaram os braços por falta de pagamento do salário de dezembro, décimo terceiro, ticket alimentação e vale transporte.

Segundo Paulo Roberto da Silva, presidente do Sindicato dos Empregados em Edifícios e Condomínios, Empresas de Prestação de Serviços em Asseio, Conservação, Higienização, Desinsetização, Portaria, Vigia e dos Cabineiros de Belo Horizonte (Sindeac), a situação é grave, porque os funcionários estão sem condições até de ir para a empresa trabalhar. “Como eles vão fazer se nem vale transporte eles estão recebendo para poder chegar ao hospital?”.

Paulo afirmou que já foi pedido uma mediação do Ministério do Trabalho, que deve marcar uma reunião de conciliação com as duas partes. Para tentar resolver a situação, a empresa se comprometeu a enviar uma proposta para o síndicado nesta quarta-feira (11). Uma assembleia para discutir os rumos da greve será feita nesta quinta-feira (12), às 8h, em frente ao Hospital das Clínicas.

Leia mais:
Médicos da rede pública de Esmeraldas fazem segunda paralisação do mês
Júlia Kubitschek dá início a calendário de paralisações na saúde mineira
Médicos fazem greve de 48 horas em Esmeraldas