A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou nesta terça (12) o balanço epidemiológico da gripe em Minas Gerais. Até o momento, foram confirmados 250 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), causados pelo vírus Influenza. 

Destes, 189 foram de Influenza A (H3) Sazonal, 41 de Influenza B, 18 de Influenza A não subtipado e 01 sem informação. Ainda do total de casos confirmados, 42 vieram a óbito, sendo 36 decorrentes da Influenza A e 6 da Influenza B.

Entre os óbitos por Influenza, a média foi de 68 anos, variando de 47 a 85 anos. A taxa de mortalidade em Minas Gerais está em 0,02/100.000 habitantes. 

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar à morte. Os vírus Influenza são mais frequentemente identificados nos casos de Síndrome Gripal e nos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. 

A Síndrome Gripal se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares, tosse, dor de garganta e fadiga.

Quando estes sintomas vêm associados a uma dificuldade respiratória com necessidade de hospitalização, o quadro apresentado é a Síndrome Respiratória Aguda Grave.