Um suspeito de participar do roubo a uma joalheria foi preso na madrugada desta terça-feira (12) após uma perseguição policial. Enquanto tentava fugir, o homem jogou o carro contra um policial militar, que revidou e atirou. O suspeito foi baleado no braço, mas não corre o risco de morte. 

A ocorrência teve início, conforme o Boletim de Ocorrência, após um bando render os donos de uma joalheria localizada no bairro São João Batista, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Do estabelecimento, os suspeitos fugiram levando dezenas de relógios, colares e pulseiras. O valor roubado não foi divulgado.

As vítimas, que durante o crime foram mantidas como reféns, conseguiram anotar a placa do veículo e, após serem liberadas, acionaram a PM. Após rastreamento, os militares encontraram o veículo suspeito estacionado em uma rua de Santa Luzia, na Região Metropolitana de BH. Os policiais aguardaram até que o motorista se aproximou do carro.

Ao ser abordado, o suspeito, porém, jogou o automóvel contra um PM, que atirou. Mesmo ferido, o motorista fugiu. Houve perseguição e ele foi capturado no bairro Córrego das Calçadas depois que desembarcou do carro para prosseguir a fuga a pé por uma mata.

O suspeito foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em BH, onde ficou internado. No carro dele os policiais encontraram uma réplica de arma e suportes de joias. O material roubado, contudo, não foi encontrado.

A PM agora tenta prender os comparsas que também teriam participado do assalto a joalheria.