Um homem de 38 anos foi internado no Hospital Risoleta Neves e acusa dois vigilantes do Move Metropolitano de agressão, na tarde deste sábado (30). 

Segundo boletim registrado pela Polícia Militar, o homem afirmou que tentou pular a catraca da estação do bairro Vila Clóris, região da Pampulha, quando foi advertido pelos vigilantes.

Ele contou que deixou a estação, quando foi agredido com socos no olho, nos rins e na região genital. Durante as supostas agressões, os vigilantes o teriam chamado de “viadinho”.

Depois de acionada, a polícia foi ao local mas não encontrou os ditos agressores, pois, segundo foi dito na estação, eles já teriam deixado o serviço.

Ninguém foi preso e somente nesta segunda-feira (2) o caso deverá ser esclarecido, já que os órgãos responsáveis não tinham plantão neste fim de semana.

Pelas redes sociais, amigos se solidarizaram e disseram que o homem foi vítima de homofobia e passava por uma cirurgia. “Por favor, galera… mandem energias positivas, orações, bons pensamentos para ele”, pede a mensagem.