A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu preventivamente um homem de 31 anos na cidade de Joinville (SC). Ele e outros dois homens, de 23 e 28 anos que já haviam sido presos em Sorocaba (SP), são suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha nacional de arrombamento bancário. 

Em Belo Horizonte, o trio é suspeito de cometer pelo menos três furtos em agências dos bairro de Lourdes e Santo Agostinho.

“Devido a incidência criminal, e de uma solicitação da Chefia da Polícia Civil, passamos a fazer uma investigação monitorando as ocorrências e seu andamento. Realizamos análises e cruzamentos das imagens dos circuitos de segurança dos bancos, conseguimos a identificação dos suspeitos. Foi realizada perícia e reconhecimento facial e até mesmo das próprias roupas utilizadas nos crimes,” ressaltou a delegada Danielle Altaf, responsável pelas investigações.
 
A organização criminosa, além de altamente especializada e organizada, vivia uma vida de luxo em Joinville, sendo que na casa em que moravam foi apreendida até uma BMW.