A possível agressão a um homem de 44 anos por um policial militar em Lagoa da Prata, na região Centro-Oeste de Minas, no último domingo (26), está sendo investigada pelas polícias Civil e Militar. Vídeos que circulam nas redes sociais colocam em xeque a versão de policiais de que o homem, que trabalha como mecânico, teria se ferido ao cair e bater com a cabeça no chão (veja vídeo abaixo).

O caso causou revolta em parte da população da cidade e amigos e familiares da vítima fizeram uma passeata em Lagoa da Prata no fim da tarde desta terça-feira (28). Os manifestantes vestiam branco e pediam justiça para a suposta agressão. O mecânico está internado em coma induzido em um hospital de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar, houve um chamado telefônico sobre um grupo de homens que estariam fazendo uma algazarra em frente a um bar da rua Cirilo Maciel e teriam colocado uma mesa bem no meio da rotatória do local. Policiais teriam abordado a turma e pedido para que a mesa fosse mudada de lugar, mas os homens não teriam atendido as recomendações.

Um homem mais exaltado foi algemado e o mecânico teria se aproximado dos policiais para conversar sobre a situação. De acordo com a PM, o homem teria caído e se machucado ao bater a cabeça no chão, mas o vídeo deixa dúvidas sobre a versão da polícia.  

De acordo com a PM, o policial, um cabo, teria reagido à aproximação porque o mecânico teria tentado pegar a arma que estava em sua cintura. Um inquérito militar foi aberto para investigar se houve alguma conduta irregular por parte do policial, que continua trabalhando nas ruas de Lagoa da Prata.

A Polícia Civil informou que também está investigando o caso, que o inquérito já foi instaurado e que todas as partes serão ouvidas. Porém, não passou mais detalhes sobre a apuração.

Confira o vídeo que mostra o momento em que o mecânico cai desacordado: