Na semana em que a Lei Maria da Penha, de defesa da mulher, completa 12 anos, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública revela que os crimes contra elas ainda são numerosos em Minas Gerais. Os casos de estupro, por exemplo, passaram de 4.692 em 2016, para 5.199 em 2017, um aumento de 10,8%.

As tentativas de estupro também subiram de 613 para 628, no mesmo período, uma alta de cerca de 2%. E o feminicídio, que é a morte da mulher pela condição dela ser mulher, teve uma elevação de cerca de 4%, passando de 134, em 2016, para 145, em 2017. 

Já quanto aos 4.134 assassinatos em Minas, no ano passado, em 344, as vítimas eram mulheres.

O anuário foi divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo, nesta quinta-feira (9).

Leia mais:
Feminicídio: perita pede atenção a indícios de violência simbólica
Descumprimento de medidas protetivas leva 33 mineiros para a cadeia
Denúncias de violência contra a mulher chegam a 73 mil no Brasil em 2018
Minas tem 61 presos em operação de combate à violência contra a mulher; veja o vídeo