Mais um ônibus foi incendiado na Grande BH, supostamente por ordem de presidiários. O crime aconteceu na noite deste domingo (15), no bairro Alvorada, em Betim. Segundo a Polícia Militar, dois homens, sendo um menor de idade, invadiram o ônibus da linha 7540, que faz o trajeto bairro Alvorada/BH, quando o motorista chegava ao ponto final do transporte, na rua dos Novatos. É o quinto ataque em quatro dias.

Carregando um galão com produto inflamável, a dupla roubou o dinheiro que o motorista portava das viagens e ordenou que descesse do veículo. Em seguida, jogaram o líquido no ônibus e atearam fogo. Mesmo com o motorista já tendo descido do ônibus, as chamas acabaram atingindo a vítima, que teve o braço e a calça queimados. Ele teve teve ferimentos leves.

Ainda de acordo com a PM, antes de incendiar o ônibus, os dois suspeitos entregaram uma carta escrita à mão para o motorista e ordenaram que ele a entregasse à Polícia Militar. Na carta, os bandidos informaram que o motivo do crime seria uma represália de presidiários da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Porém, a PM não especificou o que os presos exigiam.

Após o crime, enquanto a PM fazia a ocorrência no local, chegou a informação de que um menor de idade, com as características de um dos suspeitos, teria dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Teresópolis com queimaduras pelo corpo. A polícia esteve no local e o menor disse que as queimaduras teriam sido provocadas por um homem que invadiu sua casa e colocou fogo no local, informação esta desmentida pela mãe do suspeito. O menor foi transferido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII e, após receber alta, será detido, com suposto co-autor do crime.

O segundo suspeito ainda não foi localizado. As chamas do ônibus foram apagadas pelos bombeiros e a perícia foi acionada. O caso será investigado pala Polícia Civil.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que está acompanhando o andamento dos casos de ataques que ocorreram na madrugada do dia 12 e na noite do dia 15 na capital e Grande BH. De acordo com a Secretaria, a pasta aguarda as investigações da Polícia Civil, que apura suposto envolvimento de detentos do Complexo Penitenciário Nelson Hungria (CPNH) na ordem de execução dos crimes. 

Assista ao vídeo:



Leia mais:
Mais um ônibus é incendiado na Grande BH; é o quinto ataque em dois dias
Seis pessoas são presas após incendiarem ônibus em São Joaquim de Bicas; veja o vídeo
Três ônibus são incendiados na Grande BH