Minas Gerais tem 27.677 casos prováveis de dengue até o momento, segundo o último boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (13) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG). 

Em 2017, foram confirmados 13 mortes pela doença nos municípios de Araguari, Arinos, Bocaiúva, Campim Branco, Ibirité, Leopoldina, Medina, Monsenhor Paulo, Patos de Minas, Ribeirão das Neves, São José do Divino, Uberaba e Uberlândia. 

Além desses, outros 12 óbitos ainda estão em investigação. Em 2016, até o mês de outubro, o Estado já havia registrado 518.470 casos prováveis. Em 2017, são 27.510 no mesmo período. 

Veja o mapa de incidências: 

dengue novembro 2017

Febre Chikungunya

Já para a chikungunya, foram noticiados 17.302 casos prováveis. Destes, 117 são gestantes e 57 foram confirmados para chikungunya pelo critério laboratorial. 

Os casos prováveis estão concentrados em Governador Valadares, Teófilo Otoni, Pedra Azul e Coronel Fabriciano. Neste ano, o estado confirmou 10 óbitos, sendo nove em Governador Valadares e um em Teófilo Otoni. 

O Estado ainda está investigando outras 12 mortes pela doença. 

Zika Vírus

Até o momento, já foram registrados 719 casos prováveis de zika, sendo 124 em gestantes - 66 delas confirmadas pelo critério laboratorial. O número de casos prováveis neste ano está muito inferior ao dos notificados em 2016: 13.977 (até o final de outubro) contra 717.