A ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) voltou a lecionar na Faculdade Mineira de Direito da PUC Minas no último sábado (5). Ela assumiu a disciplina Direito Constitucional, na graduação, conciliando o trabalho na universidade com a magistratura.

Formada na instituição mineira, Cármen Lúcia começou a lecionar na PUC Minas em 1984, mas se licenciou em 2006, quando foi indicada para o cargo de ministra do STF. Ao retornar ao corpo docente, a ministra concretiza o desejo de voltar às suas raízes, manifestado durante aula inaugural de Direito na Universidade, no dia 20 de março deste ano. Na ocasião, ela expressou sua necessidade de estar em contato com a docência, contribuindo com a formação jurídica e ética dos alunos.