A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte de Adair Rezende, proprietário da Santa Cruz Acabamentos. O caso está sob a responsabilidade da 4ª Delegacia Noroeste de Belo Horizonte. Familiares e testemunhas serão convocadas para prestar depoimento. A investigação segue em sigilo para preservar a família do empresário morto.

A princípio, levando em conta a cena em que Adair foi encontrado, a suposição é de que ele tenha cometido suicídio, mas o laudo pericial com a conclusão dos fatos só ficará pronto em 30 dias.

O dono da Santa Cruz Acabamentos foi encontrado por um guarda municipal baleado, mas ainda vivo, dentro de um carro de luxo, na manhã da última sexta-feira (29), no bairro Bonfim. O homem foi levado pelo Samu para o hospital Odilon Behrens, mas não resistiu e morreu.

De acordo com o boletim de ocorrência, três marcas de tiros foram encontradas no teto do carro, com perfurações que indicam que a trajetória da bala foi de dentro para fora do veículo.

Na conta da loja Santa Cruz Acabamentos em uma rede social foi postada uma nota de falecimento lamentando a morte do fundador da empresa. “É com profundo pesar que comunicamos o falecimento de Adair. Agradecemos todas as mensagens de conforto recebidas. Vamos sempre lembrar dele com alegria, gratidão e muita saudade”.

Leia mais:
Empresário da Santa Cruz Acabamentos encontrado baleado no carro morre no hospital Odilon Behrens
PM envolvido em tiroteio na boate Jolie seria segurança da casa e alvo dos disparos
Polícia apura participação de mais pessoas em tiroteio na porta de boate