Ivestigações da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apontam que o motorista responsável pelo acidente que matou seis pessoas na BR-040, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, no dia 2 de julho, teria usado drogas antes da batida e estaria envolvido em uma disputa de racha com outros dois veículos, um Gol e um Astra. 

O homem, de 32 anos, poderá responder por homicídio com dolo eventual, quando não há intenção, mas se assume o risco de matar. Ele já tinha passagem pela polícia. “O suspeito saiu do sistema prisional dias antes do acidente, onde estava preso por tráfico de drogas. O que sabemos é que ele pode ter usado cocaína”, explicou o delegado Rodolfo Rolli.

“O motorista deverá ser ouvido nos próximos dias e, caso seja confirmado o dolo eventual, a pena varia de 12 a 30 anos de prisão”, disse o delegado. 

Os motoristas dos veículos que estariam disputando o racha ainda não foram identificados, segundo informações da Polícia Civil. As imagens das câmeras da concessionária que administra a via já foram solicitadas.

Relembre o caso

Seis pessoas morreram e outras três ficaram feridas durante o acidente na BR-040, em Juiz de Fora, no início do mês. De acordo com o Corpo de Bombeiros, um Celta e um i30, com placas da cidade, bateram de frente, na altura do Km 769, em Dias Tavares.

No carro que provocou o acidente morreram três pessoas, incluindo uma grávida. As outras vítimas  eram da mesma família e estavam em um Celta. Três pessoas ficaram feridas, entre elas um bebê de 1 ano.