Sidney Lages Moreira suspeito de provocar o acidente que matou o garoto Ezequias Gabriel Leal Gomes, de 9 anos, na última terça-feira (8), no bairro Novo Glória, na região Noroeste de Belo Horizonte, se apresentou à Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (11). Sidney Lages Moreira, de 33 anos, que não é habilitado, foi ouvido e liberado.

De acordo com a assessoria de comunicação do Detran-MG, o homem se apresentou na delegacia especializada em furtos e roubos de veículos na capital e foi liberado por não ter sido configurado o flagrante.

Ainda de acordo com a assessoria, após o resultado das perícias, se ficar comprovado  que o motorista da Kombi foi realmente o responsável pelo acidente, ele poderá ser indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) com agravantes por não ter habilitação e por ter fugido do local do acidente, o que caracteriza omissão de socorro.

Sidney poderá responder também por lesão corporal culposa, já que, outro menino, de 12 anos, ficou ferido no mesmo acidente. Neste caso, cabe ao responsável legal da vítima entrar com uma representação na Justiça contra o acusado.

O caso está sob a responsabilidade do delegado Pedro Ribeiro, que tem 30 dias para concluir o inquérito.

Leia mais:

Motorista de Kombi que atropelou e matou criança pode ser preso por omissão de socorro, segundo a PC