Os ônibus de Belo Horizonte podem sofrer modificações em breve. Motor traseiro, isolamento acústico e térmico, câmbio automático, direção hidráulica, bancos ergonômicos e ar condicionado. Essas são algumas das alterações pedidas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em duas ações civis públicas ajuízas contra a Secretária de Estado Obras Públicas (Setop), BHTrans e Município de Belo Horizonte. 

O objetivo é fazê-los cumprir as obrigações necessárias para reduzir os índices de adoecimento entre os profissionais do transporte coletivo do Estado. Segundo o MPT, os resultados das ações podem beneficiar cerca de 25 mil dos 33 mil motoristas e cobradores. 

O órgão explica que as doenças mais graves que acometem a categoria são consequência de exposição excessiva a ruído, calor e vibração, três fatores diretamente relacionados com a localização dianteira dos motores dos ônibus. 
Um coletivo com motor dianteiro expõe os profissionais a ruídos que podem variar de 80 a 88 decibéis. Já os índices de calor, de acordo, com as regras usadas atualmente para a produção de veículos para o transporte público em Belo Horizonte e Região Metropolitana, podem chegar a 40 graus. Valores que superam em muito os limites fixados nas Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, que são de 80 decibéis e temperaturas entre 23 e 30 graus.

Dessa forma, o MPT pede que os réus modifiquem editais de licitação para concessão de serviços de transporte público e contratos administrativos: "é fundamental que a legislação do trabalho seja incluída entre os requisitos para a elaboração de editais de compra de veículos de transporte público, em substituição às normas da ABNT, atualmente usadas e que confrontam com a legislação do trabalho", explica a procuradora do Trabalho Elaine Nassif.

Leia mais:
Corredor exclusivo da Antônio Carlos, feito em 2010, tem dois buracos por km
CDL/BH pede a suspensão do reajuste das tarifas de ônibus de BH
Transporte público em BH gerou ao menos duas reclamações por hora em 2016
Guardas Municipais começam a monitorar viagens de ônibus em BH