Oito pessoas foram presas no distrito de Santo Hilário, em Pimenta, no Centro-Oeste de Minas, na manhã desta terça-feira (17), acusadas de pertencer a uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos. Na casa onde estavam os suspeitos, também foram encontrados explosivos, uma submetralhadora, dois revólveres, munição e toucas ninja.

De acordo com a Polícia Militar, a quadrilha, localizada por meio de denúncia anônima, pretendia fazer um assalto a um banco do município nos próximos dias. Alguns dos suspeitos teriam confessado que foram os responsáveis por um ataque feito no município de Pains, também no Centro-Oeste, no dia 6 de abril.

Na ocasião, um grupo fortemente armado explodiu caixas eletrônicos de uma agência do Banco do Brasil e roubou parte da mercadoria de uma joalheria. Durante a ação, os bandidos aterrorizaram a população com tiros e ameaças.

A prisão faz parte de um trabalho intensificado das polícias mineiras para o combate ao crime especializado em roubo a bancos e caixas eletrônicos em cidades do interior de Minas Gerais. No último dia 7, sete pessoas foram presas em São Sebastião do Oeste, na mesma região, por suspeita de participação de um assalto a banco em Piumhi, no mesmo dia.

Leia mais:
Polícia prende suspeitos de ataques a agências bancárias do Sul de Minas
Criminosos explodem bancos e aterrorizam moradores do Sul de Minas; veja vídeo