O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Polícia Militar de Minas Gerais estão cumprindo 17 mandados de prisão e de busca e apreensão em Governador Valadares e região, na manhã desta quinta-feira (7). Os alvos da operação Intocáveis são suspeitos de integrar duas organizações criminosas com atuação em tráfico de drogas, homicídios, porte de arma de fogo, entre outros crimes praticados na região. 

As investigações tiveram início a partir de levantamentos realizados pela Polícia Militar que identificaram integrantes de quadrilhas especializadas no tráfico. A partir dessas informações, o Ministério Público instaurou um Procedimento de Investigação Criminal, que resultou na ação desta manhã.

Durante as investigações, que duraram cerca um ano e meio, foram apreendidas cerca de 200 kg de droga, dentre maconha, crack e cocaína. Nesse período, cinco suspeitos foram presos em flagrante. Ainda durante as investigações, ficou constatado que alguns dos alvos, que já estavam presos, cometiam diversos crimes usando aparelhos celulares dentro do sistema prisional da cidade.

O nome da operação leva em conta o fato de os líderes da principal organização criminosa investigada já serem conhecidos na região há mais de 15 anos.