Uma quadrilha especializada em desmanche de veículos e comércio de peças automotivas ilegais foi desmantelada na manhã desta terça-feira em uma operação conjunta realizada pelo Ministério Público com as polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal. Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 16 de prisão preventiva nos municípios de Varginha, Elói Mendes, Três Pontas, no Sul de Minas, e São Paulo. Três dos presos eram policiais civis.

As operações Frankenstein e Calhambeque foram destinadas a prender pessoas que atuam na receptação e comercialização de automóveis e peças automotivas provenientes de roubo, furto ou de fraudes contra seguradoras, em Minas e São Paulo. Participaram das diligências três promotores de Justiça, 79 policiais militares, 45 rodoviários federais e 20 civis. Também foram empenhadas 45 viaturas e uma aeronave da polícia militar.

Nos seis meses de investigações, coordenadas pelo MPMG, apurou-se que os grupos traziam de São Paulo para Varginha e Elói Mendes carros produtos de crimes para desmanche e comercialização de peças em estabelecimentos locais. As organizações criminosas contavam com informações privilegiadas acerca de investigações repassadas por um policial civil.

O MPMG, ao requerer os mandados, ofereceu denúncia contra os investigados pelos crimes de receptação qualificada, estelionato, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, organização criminosa, embaraço às investigações e corrupção passiva.

A reportagem do Hoje em Dia procurou pela assessoria da Polícia Civil e aguarda retorno.