Moradores da cidade de Paraopeba, na Região Metropolitana de Minas Gerais, criaram um movimento pelo tombamento da igreja de Nossa Senhora do Rosário, em virtude de suas características históricas e sua relevância para o município. 

Neste sentido, a deputada Ione Pinheiro (DEM) apresentou à Assembleia Legislativa um pedido para que a Casa encaminhe o caso para o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), para que o órgão possa declarar a igreja como patrimônio histórico, cultural e imaterial do estado.

Segundo o vereador Sérgio Moreira (PRB), que integra o movimento pelo tombamento da igreja, ela foi construída entre os anos de 1952 e 54 em substituição a uma antiga igreja cuja construção se degradou com o tempo até ruir.