O técnico do Manchester City, Manuel Pellegrini, evitou valorizar nesta terça-feira o retorno de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid para o segundo jogo da semifinal da Liga dos Campeões. Para o treinador, o time espanhol tem mais jogadores que podem trazer preocupação à equipe inglesa.

"Cristiano sempre será um jogador diferente. Ele marca muitos gols e assim tem sido nos seis anos em que ele está no time. Mas não acho que o Real se restrinja ao Cristiano. Temos que trabalhar como um time que defende e ataca, e não que se preocupa somente com ele, mas como todo o Real Madrid", disse Pellegrini, que trabalhou com o atacante quando comandou o Real entre 2009 e 2010.

Com a experiência de ter comandado o clube espanhol, Pellegrini admitiu que a pressão de jogar no Santiago Bernabéu preocupa. "Nossa motivação será importante amanhã porque jogar sob forte pressão vai exigir personalidade e futebol para vencê-los. Sabemos que teremos que apresentar uma performance muito boa para alcançar a final", declarou.

Sem poder contar com o machucado David Silva, Pellegrini terá ao menos o marfinense Yaya Touré à disposição para o jogo desta quarta. O técnico confirmou a presença do volante, que desfalcou o time no jogo de ida, que terminou empatado sem gols, na Inglaterra.

A presença de Touré na partida da volta era dúvida até o início desta terça. Mas o marfinense treinou normalmente e foi garantido na lista de relacionados para o duelo decisivo desta quarta.