Os amantes da ciência poderão acompanhar conferências, participar de minicursos e oficinas em que serão discutidos os avanços e rumos do setor no maior evento científico do Hemisfério Sul, a ser realizado em Belo Horizonte. 

A reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) trará cerca de 650 pesquisadores e estudantes do país e do exterior para a capital mineira entre 16 e 22 de julho e é aberta a todos que se interessam pelo tema. 

A organização espera receber cerca de dez mil pessoas por dia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que sediará a 69ª edição do evento, que é gratuito. 

De acordo com a presidente da SBPC, Helena Nader, o fórum é o único da América Latina a reunir diversas áreas do conhecimento e pesquisadores-líderes, no Brasil e no mundo, em cada uma delas. 

Além de palestras e cursos sobre física, química e biologia, o congresso também traz debates e apresentações sobre educação, antropologia, sociologia, história, meio ambiente, inovação e outros campos de atuação e pesquisa. 

“Nós temos um enfoque que nenhum outro congresso no país tem: debatemos temas muito abrangentes e continuamos na luta para mostrar que, sem educação e sem ciência, o país não pode progredir”, explica Helena. 

Diversidade

Valorizar a produção científica brasileira e difundir os avanços da ciência em todas as áreas compreendidas pelo congresso são os principais objetivos da conferência.

Conforme a presidente da SBPC, a diversidade, a inovação e as transformações serão os temas desta edição. “Vamos debater também temas atuais, como possíveis saídas para a crise social e econômica e como lidar com doenças virais como a zika”, conta. 

Os estudantes da UFMG assistidos pela Fundação Universitária Mendes Pimentel (níveis I, II e III) deverão se inscrever na Reunião Anual até 3 de julho

Para Todos

Engana-se quem pensa que a ciência é restrita apenas aos acadêmicos e aos bancos das universidades. Conforme Helena Nader, um dos propósitos do fórum é mostrar que o conhecimento científico está presente no dia a dia de todas as pessoas e que também é acessível aos jovens. 

Para isso, a feira terá oficinas e atividades culturais para estimular a produção de ciência entre jovens do ensino básico. Dentre as atrações da SBPC Jovem, por exemplo, estão um festival de química, uma oficina para construir sistema de alerta contra enchentes, e uma palestra sobre a utilização do rádio como ferramenta de divulgação científica.

Integração

O sábado, 22 de julho, será o Dia da Família na Ciência, com atividades e experimentos que mostram que o conhecimento científico está nos mínimos detalhes do cotidiano. 

“Nós sempre recebemos muitas famílias que querem mostrar a importância da ciência para os filhos. Teremos desde um planetário explicando como o céu e os astros funcionam, até uma exposição cultural explicando como a cárie atua nos dentes e a necessidade e o impacto de colocar flúor na água”, observa a coordenadora do fórum.

As palestras e atividades expositivas podem ser assistidas gratuitamente e não precisam de inscrição. Já os acadêmicos que desejam receber certificado e material didático devem se inscrever no site da SBPC (ra.sbpcnet.org.br/belohorizonte/) até 10 de julho. O cadastro tem valor de R$ 40 para estudantes e R$ 80 a inteira.