O corpo do cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, que morreu durante assalto a caixas eletrônicos no município de Santa Margarida, região da Zona da Mata, foi enterrado na manhã desta terça-feira (11) no cemitério Parque das Flores, em Manhuaçu. A cerimônia fúnebre contou com honrarias militares e comoveu familiares e amigos do militar.

Além das homenagens no sepultamento, a corporação prestou uma série de homenagens à vítima, que foi assassinado enquanto trabalhava. Às 10 horas, horário do sepultamento, foi realizado um 'sirenaço' em diversos municípios. Às 11 horas, os militares foram orientados a parar as viaturas em todo o Estado, "respeitando os casos de urgência, e acionarem as sirenes por um minuto".


"Esse será mais uma uma homenagem mas também um ato de protesto para toda sociedade contra a situação que mantém impunes criminosos contumazes que tiram a vida de pessoas de bem, afetando famílias e trazendo dor e revolta nos que ficam", divulgou representantes da corporação.


​Leia mais:
Armadas até os dentes: quadrilhas levam terror a cidades do interior de Minas
Três suspeitos de matar PM e vigilante são presos em Minas; 5 estão foragidos
PM e segurança são mortos em troca de tiros durante assalto a bancos; veja vídeo da ação

presos suspeitos e matar cabo Marcos Marques da Silva
Três dos oito suspeitos que teriam participado da ação foram presos

O crime

A pacata Santa Margarida, na Zona da Mata Mineira, teve na segunda-feira (10) uma manhã sangrenta. Quatro bandidos fortemente armados tentaram assaltar a agência do Banco do Brasil e uma cooperativa de crédito. Durante a ação, mataram um policial e um vigilante, em pleno Centro da cidade por volta das 9h. O bando ainda fugiu com dois reféns, que foram liberados pouco tempo depois. 

O cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, foi atingido com um tiro na cabeça. Minutos antes, eles tinham acertado o vigilante Leonardo José Mendes na agência bancária, onde não conseguiram levar nenhum centavo. Segundo a assessoria da instituição, o cofre tem trava remota. 

As cenas fortes, milhares de vezes replicadas em redes sociais ao longo do dia, assustaram os moradores do município. Até parte do comércio ficou com as portas fechadas. 


Três bandidos foram presos e a caçada por pelo menos oito integrantes da quadrilha prossegue nesta terça-feira (11). Com apenas nove policiais na cidade, foi necessário apoio nas buscas. O helicóptero Pégasus, da PM, e o Carcará, da Polícia Civil, também foram usados. 

cabo Marcos Marques da Silva
O cabo Marcos Marques da Silva atendia a ocorrência quando levou um tiro na cabeça