Um assaltante está dentro da sua casa e se você sonhar em abrir a boca pode assustar o bandido ou até levar um tiro. Já imaginou a possibilidade de pegar o celular e avisar a Polícia Militar sem fazer nenhum barulho?

Se você pensou em recorrer a um torpedo, acertou. A mensagem de texto será a nova arma da polícia para prender criminosos em flagrante. Outra novidade é que a pessoa que acionar a PM receberá, pelo celular, uma mensagem informando os nomes dos policiais e o número da viatura que vão atender à ocorrência.

Teste

O recurso será utilizado pelo 34º Batalhão da PM, responsável pelas regiões Nordeste e Noroeste de Belo Horizonte e por parte da Pampulha. “Além de receber pedidos de socorro, o serviço de torpedo será usado para a polícia dar dicas de segurança ou até mesmo informar o andamento de uma ocorrência em determinada região”, diz o assessor de imprensa da PM, tenente-coronel Alberto Luiz Alves.

O mecanismo que permitirá o uso da tecnologia está sendo desenvolvido por um grupo de estudantes do bairro Santa Terezinha, na Pampulha.

Primeiro de Minas

Segundo Alberto Luiz, as polícias de Minas Gerais e do Mato Grosso serão as primeiras a contar com os torpedos para receber a comunicação de crimes.
O prazo para implantação em todo o Estado dependerá do resultado de testes que serão realizados no 34º Batalhão.

Atualmente, os pedidos de atendimento de ocorrências são feitos pelo telefone 190; por meio da abordagem de um militar, na rua, ou quando a vítima vai até uma unidade da corporação.
Quando o número de ligações é muito grande, o solicitante pode ser atendido somente depois da segunda tentativa.

Leia mais na Edição Digital