A Polícia Civil abriu inquérito para investigar uma série de estupros registrados nos bairros Bandeirantes e Itatiaia, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. As vítimas seriam duas adolescentes de 14 e 17 anos e uma mulher de 41 anos.

A corporação não dá detalhes do crimes, mas confirma que os ataques ocorreram de forma semelhante: o suspeito abordou as vítimas em local ermo e estava a pé. Segundo relatos das mulheres, o homem seria negro, com idade média de 40 anos e com aproximadamente 1,80 m de altura.

Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) está investigando os registros de estupros de adolescentes na região da Pampulha.

A Delegada responsável pelo caso, Isabella Franca, disse que solicitou a comparação de material genético para verificar a possibilidade de os crimes terem sido cometidos pelo mesmo autor.

Ainda de acordo com a corporação, um retrato falado foi confeccionado a partir de relatos das vítimas sobre características físicas do suspeito. Por enquanto, o retrato não será divulgado.

A polícia informou que detalhes sobre o caso serão mantidos em sigilo para preservar a identidade das vítimas e possibilitar a identificação e prisão do suspeito.