A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu nos dias 14 e 15 de março sete suspeitos de participarem de uma quadrilha responsável por furtos de combustível da Petrobras no distrito de Correia de Almeida, em Barbacena, no Campo das Vertentes. Dois deles são policiais militares do Estado do Rio de Janeiro, sendo um subtenente e um cabo.

Segundo a PCMG, a corporação foi acionada por seguranças da empresa, onde  os homens tentavam furtar combustível, através de ligação clandestina no duto. Próximo ao local foi identificado um sítio abandonado, onde foram encontrados várias ferramentas, dois veículos, telefones celulares, um revólver calibre 38 e munições.

Durante a operação, cinco suspeitos foram presos em flagrante e dois fugiram. Ao realizar a busca pelos foragidos, a polícia encontrou na manhã desta quarta-feira (15) mais dois suspeitos que foram presos em flagrante, sendo um deles cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Também foram apreendidos uma pistola calibre 380 e munição.

De acordo com a PCMG, as apurações tiveram início após uma tentativa de furto de combustível nas mesmas circunstâncias. Durante a ação, o caminhão dos autores atolou e, para evadirem do local, os suspeitos derramaram o combustível no rio que abastece a cidade de Barbacena, causando grave crime ambiental e falta de água na cidade por três semanas. As investigações continuam no intuito de identificar outros envolvidos.

*Com Polícia Civil de Minas Gerais