Após a morte de dois adolescentes no Brasil sob investigação por estarem relacionadas ao jogo Baleia Azul, que tem como desafio final o suicídio, a Polícia Federal de Pernambuco lançou um alerta aos pais. O jogo acontece em grupos fechados na internet e tem como desafio final o suicídio do jogador. Os participantes devem seguir uma série de 50 desafios diários, como cortar a própria pele, se fotografar do alto de um prédio e, por fim, tirar a própria vida. O jogo foi criado na Rússia e suspeita-se de que esteja relacionado à morte de adolescentes por lá. Confira:

  1. Os pais devem atrair a confiança dos filhos por meio do diálogo franco e aberto sem qualquer tipo de repressão para que no primeiro sinal de perigo a criança se sinta à vontade para procurar sua ajuda. 
  2. Observe comportamentos estranhos dos filhos como isolamento, tristeza aguda, decepção amorosa, comportamentos depressivos, atitudes suicidas.
  3. Preste atenção no corpo de seu filho se não existe sinais de mutilação ou queimaduras e se ele está usando camisas de mangas compridas para evitar a exposição dessas marcas.
  4. Evite que seus filhos fiquem muito tempo na internet ou assistindo filmes na televisão durante a madrugada. 
  5. Observe se seu filho está saindo de casa em horários pela madrugada com o objetivo de cumprir tarefas impostas pelo jogo
  6. Peça ao seu filho para ser adicionado nas redes sociais deles, fazendo isso você poderá saber o que está se passando com ele e com quem eles estão interagindo. Caso os pais não tenham idade para aprender a conviver com este mundo virtual, eles devem delegar a tarefa para um parente mais próximo (irmão, primo, sobrinho), alguém que o adolescente seja próximo e confie. 
  7. Deixe o computador em um local comum e visível da casa. 
  8. Ao proibir alguma página, explique as razões e os perigos da rede. 
  9. Eviter expor na internet informações particulares e dados pessoais como telefones, endereços, documentos, horário que sai de casa e para onde está indo, localização acessível o tempo todo.
  10. Evite colocar fotos com locais onde frequenta (clubes, teatros, igrejas), carros (a placa localiza o endereço), casa (mostra onde a pessoa mora). 
  11. Nunca adicione desconhecidos. 

 

Em caso de contato com o grupos de jogadores do Baleia Azul:

  1. Denuncie os grupos.
  2. Se você perceber algum amigo postando fotos e mensagens estranhas nas redes sociais, não ignore, denuncie. O próprio Facebook possui ferramentas de denúncia.
  3. Faça um boletim de ocorrência em uma delegacia.
  4. Caso você tenha acesso às conversas trocadas entre o mentor e o jogador, compareça a um cartório de notas para lavrar uma ata notarial, dando fé pública ao conteúdo das mensagens. Essa ata será importante fonte de prova, caso as mensagens sejam apagadas.
  5. As escolas devem colocar o assunto em pauta e incorporar no currículo, cada vez mais, a educação para a valorização da vida, o respeito pela vida dos outros e o uso consciente das mídias e tecnologias.

Fonte: Polícia Federal de Pernambuco